Problemas e Dores Comuns

Diabetes


O que é?

O Diabetes Mellitus (DM) é uma doença provocada pela deficiência de produção e/ou de ação da insulina. Os sintomas clássicos são sede e micção excessiva. Porém perda de peso sem razão aparente, cicatrização deficiente de cortes e feridas, fadiga, micoses vaginais e borramento visual são outros sinais e sintomas iniciais comuns.

Existem vários tipos de DM:

Tipo 1

Causado pela destruição auto-imune das células beta produtoras de insulina das ilhotas do pâncreas. Com início mais comum na infância ou nos adultos jovens, pode ocorrer em qualquer idade.

Tipo 2

Responsável por 90% dos casos, quase sempre é uma doença de adultos e sua incidência aumenta a cada década de vida. É considerado um distúrbio metabólico vinculado a estilos de vida modernos, envolvendo estresse, ingestão calórica excessiva e atividade física inadequada. Da perspectiva metabólica, esses pacientes geralmente apresentam efeitos duplos de secreção lenta de insulina após as refeições (e com longa duração e produção total deficiente de insulina) e resistência periférica da insulina de captação celular e utilização de insulina reduzidas.

O Diabetes não controlado pode levar a algumas complicações secundárias como neuropatia, complicações vasculares, retinopatia, nefropatia e demora na cicatrização de feridas.

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico baseia-se no achado de níveis plasmáticos elevados de glicose (hiperglicemia). São realizados exames de glicose em jejum, nível de glicose plasmático aleatório e teste de tolerância à glicose oral.

Tratamento

O tratamento do Diabetes é multidisciplinar, envolvendo médico, nutricionista e fisioterapeuta.

Em relação aos medicamentos, são utilizados hipoglicemiantes orais ou insulina, dependendo de cada caso.

A dieta e prática de atividades físicas são as pedras angulares desse processo. No caso do Diabetes tipo II, alguns pacientes conseguem o controle sem fazer uso de medicamentos.